notícias

Cão ‘penetra’ é expulso de balada por seguranças e foto viraliza na web

Um cachorro vira-lata do interior de São Paulo definiu as atualizações da famosa frase “não está fácil para ninguém” ao ser “expulso” de uma balada por dois seguranças no fim de semana. A foto viralizou nas redes sociais e virou meme em poucos dias.

A expulsão da “persona non grata” ocorreu durante em uma festa em Novo Horizonte (SP), no último sábado (11). Na foto, é possível ver dois seguranças conversando e um deles está com o cachorro nas mãos.

O animal até parece meio acuado, com o rabo entre as pernas. A foto foi feita pelo fotógrafo profissional Lucas Valéo, de 34 anos, que estava no local para registrar imagens da balada.

Só que dessa vez foi diferente. Em um perfil no Instagram, a imagem já teve mais de 245 mil curtidas e mais de 7 mil comentários. Já em outro perfil de memes e curiosidades no Facebook, a foto teve 21 mil curtidas e 1,4 mil comentários até a manhã desta sexta-feira.

“Não sabia que a foto iria viralizar. Eu postei no meu Facebook e também no Instagram, mas o que ampliou a situação foi quando uma colega minha postou em um grupo de WhatsApp. Acho que aí a foto explodiu”, diz.

Pela porta da frente

Lucas trabalha como fotógrafo de casamentos e aniversários há 10 anos, e costuma ir nas baladas da cidade tirar fotos como um forma de renda extra.

Ele explica que foi tirar foto de uma jovem, mas que a cena atrás dela – do cão sendo levado pelos seguranças – chamou mais a atenção.

“A balada foi em um salão na Zona Rural de Novo Horizonte. Como faço fotos lá com frequência, eu já vi esse cachorro algumas vezes, mas ele sempre entra pela parte de trás do salão. Acho que sente o cheiro da comida, do churrasco e fica por lá”, afirma.

No entanto, o que deixou o fotógrafo curioso foi que nesta ocasião a festa era uma balada, não havia muita coisa que chamasse a atenção do cãozinho, que segundo Lucas, não tem dono e não tem nome.

“Era uma balada, tinha muito barulho, e em festa não tem muita comida. Dessa vez ele entrou pela porta da frente. O pessoal dava risada até o segurança ir pegar o cãozinho. Parecia que os seguranças estavam vendo onde colocar o cachorro, para ele não ficar mais ali, até para não ser pisado por acidente, e ele estava com uma carinha triste”

Em uma página do Instagram, foto teve 245 mil curtidas (Foto: Reprodução/Instagram)Em uma página do Instagram, foto teve 245 mil curtidas (Foto: Reprodução/Instagram)

Em uma página do Instagram, foto teve 245 mil curtidas (Foto: Reprodução/Instagram)

Foto ganhou as redes sociais. Em um perfil do Facebook teve 21 mil curtidas (Foto: Reprodução/Facebook)Foto ganhou as redes sociais. Em um perfil do Facebook teve 21 mil curtidas (Foto: Reprodução/Facebook)

Foto ganhou as redes sociais. Em um perfil do Facebook teve 21 mil curtidas (Foto: Reprodução/Facebook)

Fonte: globo.com
notícias

Hipopótamo escapa de zoológico, se decepciona com mundo real e volta após 2 minutos de liberdade

a-propria-hipopotamo-talvez-desiludida-com-o-mundo-real-voltou-para-o-zoologico-apos-2-minutos-1509996286691_615x300

A própria hipopótamo, talvez desiludida com o mundo real, voltou para o zoológico após 2 minutos

Uma jovem hipopótamo provavelmente não aguentava mais sua vida no zoológico Ramat Gan Safari, em Israel. Tinha comida, bebida, mimos, mas faltava a tão sonhada liberdade de ir e vir.

Por isso, quando percebeu que teria uma brecha para fugir, se aproveitou de um portão aberto e caiu fora. As câmeras do zoológico flagraram o momento em que a hipopótamo fugiu, na tarde da última quarta-feira.

 

No entanto, a liberdade durou apenas dois minutos. O mais incrível é que ninguém precisou resgatá-la. A própria hipopótamo, talvez desiludida com o mundo real, voltou para o zoológico.

Segundo a administração do Ramat Gan Safari, o portão por onde a hipopótamo fugiu costuma ficar aberto durante o dia para a passagem de carros. No entanto, no horário da fuga, o portão deveria estar fechado.

“O zoológico está levando a sério o incidente. Começamos uma investigação e, logo, vamos revelar nossas conclusões e tomaremos as providências cabíveis”, disse o porta-voz Arutz Sheva.

Fonte: uolnoticias
notícias

Estudo científico revela que conversar com seu gato faz bem para a saúde dele

Um estudo publicado neste mês na revista norte-americana Preventive Veterinary Medicine mostrou que conversar e fazer carinho no seu gato faz bem para a saúde do bichano.

A pesquisa foi feita com 96 gatos de um abrigo que foram divididos em dois grupos. O primeiro recebeu carinho e atenção de uma mesma pessoa durante 10 minutos, quatro vezes ao dia, durante dez dias. Essa interação entre humano e gatos envolvia afagos, escovação e brincadeirinhas com bolinhas, por exemplo.

Já o segundo grupo de gatos também era visitado por uma mesma pessoa, mas que não interagia nem fazia contato visual com eles, pelo mesmo tempo do primeiro caso.

Todos os gatos selecionados foram examinados e considerados saudáveis e bem-dispostos antes do início do estudo.

No final da experiência, os gatinhos que receberam carinho foram diagnosticados com menor probabilidade de desenvolver transtorno respiratório superior e continuaram bem-dispostos.

Os gatinhos do segundo grupo, aqueles que não receberam atenção do voluntário que os visitou, foram diagnosticados como menos saudáveis e mais indispostos.

Dezessete gatos do segundo grupo desenvolveram doenças respiratórias superiores. Já no primeiro grupo, apenas nove bichanos foram detectados com a enfermidade.

Os pesquisadores chegaram a essas conclusões observando e examinando os animais, além de analisarem as fezes dos gatos.

Nadine Gourkow, uma das pesquisadoras que participaram do estudo, disse ao jornal “The Huffington Post” ter verificado “uma forte associação entre as emoções positivas induzidas por carícias e a boa saúde dos animais”.

A conclusão é que fazer carinho e conversar com os gatos estimula a produção de anticorpos neles, o que ajuda a combater doenças das vias respiratórias superiores nos felinos.

Portanto, não hesite em mimar seu gatinho. Outra boa ideia é visitar bichanos que moram em abrigos, como os que vivem na sede da ONG Confraria dos Miados e Latidos, em São Paulo, e que participam do “Domingo do Amassa Gato”.

Fonte: blogfolha
Foto: Reprodução/Confraria dos Miados e Latido
histórias, notícias

Carta de adeus de cão doente para o seu humano fará com que você queira abraçar seu animal

É difícil parar para imaginar que um dia vamos ter que dizer um último adeus aos nossos animais de estimação. Animais, como gatos e cães, vivem por cerca de 10 a 15 anos, o que significa que, em algum momento, eles partirão!

O músico John Pointer recentemente teve que chegar a um acordo com essa tremenda perda quando seu cão, Benny, foi atingido por várias condições terminais.

Ao trabalhar com especialistas em câncer e coração, ficou claro que os rins de Benny estavam falhando e seu fígado estava no mesmo caminho. Quando seu corpo já não funcionava corretamente, John precisava tomar a decisão mais difícil de sua vida: trocar sua felicidade pelo conforto de Benny.

Para lidar com seu sofrimento, John escreveu uma história (se colocando na posição do cão) sobre os momentos finais de Benny e postou no Facebook.  A incrível história tornou-se viral e desde então foi compartilhada por mais de 100.000 vezes.

Aqui está a história de Benny, publicada no Facebook:

“Ontem foi um dia estranho. Não consegui me afastar da cama. O cara com quem moro me levantou. Tentei colocar minhas pernas debaixo de mim, mas elas não colaboravam. Ele disse: “Não se preocupe, eu ajudo amigo”, e me levou para baixo. Isso foi tão legal da parte dele. Eu precisava fazer xixi, eu só tinha que ir até onde ele me colocou. Normalmente, eu não queria, mas nós dois decidimos fazer uma exceção à regra.”

“Meu humano limpou a bagunça. Ele é bom nisso. Senti-me envergonhado, olhei para ele e ele disse: “Quer continuar caminhando, amigo?” E continuamos, mas foi surpreendentemente difícil. Quando chegamos ao final do estacionamento, minha cabeça estava girando. Tentei escalar a pequena colina e quase caí. Não consegui descobrir o que estava acontecendo.

Ele se aproximou de novo e passou as mãos sobre mim. Isso foi bom. Ele me pegou e me levou para casa. Eu ainda estava confuso, e minha cabeça estava leve, mas fiquei feliz por não ter que andar todo o caminho de volta. Parecia de repente uma distância impossível.”

“Eu estava tão feliz em me deitar na minha cama. Minha pessoa me acariciou, dizendo: “Tenho coberto, amigo.” Adoro o jeito que me faz sentir. Eu sei que ele faz. Ele faz tudo melhor.

Ele sentiu minhas patas e puxou meu lábio. Ele disse: “Oh, amigo, você está com frio?” Eu estava… Meu rosto estava frio, minhas patas estavam com frio. Ele enviou mensagens de texto a algumas pessoas e voltou para me acariciar.

Poucos minutos depois, outra pessoa chegou. Ele é um dos meus favoritos e seu nome é Jay. Ele me acariciou e disse à minha pessoa: “Você quer pegar um cobertor?” Eles colocaram um cobertor sobre mim, e uau… isso ficou bem. Eu relaxei, e ambos me acariciaram, mas ambos começaram em lágrimas.”

“Eu nunca quero que eles chorem, isso rompe meu coração. É meu trabalho os fazer sentir melhor, mas eu estava um pouco cansado e frio. Eu mergulhei dentro e fora do sono, e eles estavam sempre lá, se certificando de que eu estava bem e conversando um com o outro.

Ao longo do dia, meu humano fez alguns telefonemas e passou muito tempo comigo. Ele chamou outra pessoa e disse: “Sinto muito, tenho que cancelar esta noite”. Então, enquanto eu dormia, acho que o ouvi chorar um pouco novamente.”

“À noite, algumas das minhas pessoas favoritas passaram. Todos foram tão amorosos. Eu lambi suas lágrimas quando eles se aproximavam o suficiente da minha cara. Eles murmuraram coisas doces no meu ouvido e me disseram que eu era um bom garoto.

Mais tarde, eu senti-me bem o suficiente para me levantar e caminhar até a porta para ver quem estava entrando. Era mais cansativo do que me recordava, mas adorei ver todos. Ouvi dizer que a minha pessoa diz algo como: “Essa é a primeira vez que ele se levanta sob seu próprio poder hoje”. Todos ficaram felizes por estar fora da cama. Eu também estava, mas wow… depois que a excitação desapareceu, era tão cansativo andar de um lado para outro.”

“Depois do último visitante, minha pessoa me levou para fazer o que ele chamou, “meu negócio”. Nós voltamos para dentro e quando chegamos ao fundo da escada, elas pareciam duas vezes mais íngremes e dez vezes mais longas do que me lembrava.

Então ficou ainda melhor! Em vez de dormir na minha cama, ele me chamou para dormir na sua cama. Nós normalmente temos nossas próprias camas, mas a noite passada nos aconchegamos, e foi tão bom estar tão perto dele. Eu pensei: Aqui é onde eu pertenço. Nunca deixarei o seu lado. Apesar disso, eu não me senti muito bem e foi difícil respirar às vezes.”

“Parece que começou há alguns meses atrás. Nós estávamos brincando e eu “apaguei”. Não sei o que aconteceu, mas acho que parei de respirar. Eu podia ouvir minha pessoa chamando meu nome. Não consegui mover um músculo. Ele levantou a cabeça e olhou nos meus olhos. Ele disse: ‘Benny, você está aí?’ Não consegui responder. Comecei a girar na escuridão, mas meus pulmões respiraram profundamente e pude ver novamente.

Nós fomos ver alguns médicos e, desde então, ouvi muitas palavras como “cardiopatia”, “câncer” e “insuficiência renal”. Tudo o que sei é que às vezes eu me sinto bem, e às vezes, você sabe, simplesmente não.”

“Esta manhã, ouvi minha pessoa se levantando e tomando banho. Ele voltou no quarto e senti um cheiro tão bom. Ele me ajudou a me levantar, mas desta vez, eu poderia fazer isso sozinho. Chegamos ao topo da escada, e uau… eles pareciam longos e íngremes novamente. Ele disse: “Eu ajudo, amigo”, e me levou para baixo. Eu fiz o meu negócio, e voltamos para dentro. Ele abriu uma lata, uma lata realmente deliciosa de comida de cachorro molhada. Oh, homem… adoro essas coisas!

Jay apareceu novamente. Que ótima surpresa! Ele e minha pessoa pareciam preocupados, mas todos estavam me acariciando. Parecia um pouco como uma peça de teatro, onde todos os atores estavam tristes, mas fingindo ser feliz. Pouco depois, outra pessoa apareceu. Ela estava usando calças de médico, e eu me inclinei sobre ela.”

“Todos olharam para as minhas gengivas e sentiram minhas patas. Ouvi a médica dizer: “É sua decisão, mas ele está definitivamente naquela janela. Eu não o quero pressionar, mas olhando sua falta de cor, estou honestamente chocada como ele consegue estar de pé. Além das patas e dos gemidos, olhe aqui…”, ela apontou meu rosto, “Isso deve ser rosa. É quase branco e se aproxima de amarelo.”

Meu humano e Jay entraram para falar sobre algo. Quando eles voltaram, eu ouvi meu dono dizer: “Eu concordo. Não quero esperar até que ele esteja em absoluta agonia. A verdade seja dita, estava me sentindo muito mal, apesar de estar subindo e andando. Parecia que toda a minha cabeça estava fria, minhas patas estavam congeladas e minhas pernas nas costas não estavam funcionando bem.”

“A médica disse: “Eu vou colocar isso em seu músculo. É um sedativo.” Meu humano beijou meu rosto e olhou nos meus olhos. Ele estava tentando não chorar. A senhora das calças de doutor me deu uma injeção de algo na perna. Eu simplesmente olhei para a minha pessoa. Ele é tão incrível. Eu sempre estarei ao lado dele.

Ele e Jay me acariciaram e disseram as coisas mais bonitas… que cãozinho bonito eu sou, que bom trabalho fiz, o quão agradecidos eles estavam comigo em suas vidas. Depois de um tempo, minha mente começou a zumbir! Olhei para a minha pessoa. Eu o amo tanto.”

“Eu voltei de novo. FOCO! Posso ver minha pessoa. Eu o amo tanto. Eu sempre estarei ao lado dele. Ele sabe disso. Estou com sono? FOCO! Eu sempre vou olhar para ele com todo o meu coração…

A médica disse: “Ele deve ter uma vontade incrível de ficar com você. Ele está realmente lutando. Isso é impressionante.” Meu dono reprimiu as lágrimas e disse: “Eu sei. Esse cara vive para mim. Ele é a alma mais devotada que já conheci…” Juntamos nossas cabeças e fechamos os olhos. Eu me senti bem. Eu realmente não consigo descrever.

Eu o senti e Jay me acariciando e a falar comigo. Eles me amam tanto. Quão feliz eu sou? Então, eu senti milhares de mãos me acariciando. Todo mundo que eu conheci e amei estava lá, me acariciando, coçando meus ouvidos, e aquele ponto sob meu colar que faz minha perna se mover. Todos devem experimentar isso. É incrível!”

Com todos me acariciando, a médica colocou outra agulha na perna, mas desta vez, quando o fluido entrou, minhas pernas ficaram curadas! Meus joelhos estavam perfeitos! E ao sentir que se movia no meu corpo, meu câncer desapareceu! Meus rins melhores! E, finalmente, mesmo meu coração estava inteiro e saudável! Senti como se estivesse afastado de toda a minha doença. Surpreendente!”

“Eu poderia dizer que minha pessoa estava aliviada e ao mesmo tempo muito, muito triste. Foi aí que vi uma “coisa” que se parecia comigo, e eu olhei para ela… Acho que meu dono estava muito triste com esse corpo que se parecia comigo. Eu pulei ao redor da sala, como um palhaço, mas parecia que eles estavam concentrados em acariciar e beijar essa coisa.

Mas humano estava definitivamente triste. Eu me inclinei sobre ele, como fiz um milhão de vezes antes, mas não era exatamente o mesmo. Parecia que seu corpo era uma nuvem e passei por ele. Então, andei ao lado dele, me sentei como um bom menino e meu coração sussurrou para o dele: “Não se preocupe, amigo. Eu tenho tudo sob controle.” Nunca vou deixar o seu lado. Ele sabe disso.”

Você já leu algo tão emocionante em toda a sua vida?

Compartilhe essa “carta” emocionante de modo a homenagear todos os animais que partem cedo demais!

Fonte: Doggies

 

curiosidades, notícias

Ter um cachorro reduz a probabilidade das crianças sofrerem com a ansiedade

Os cachorros são companheiros leais que trazem muitas alegrias em nossas vidas. Quer mais algum motivo para adotar um cão? Então aqui está: um estudo realizado, revelou que ter um cachorro diminui a probabilidade das crianças sofrerem com a ansiedade.

A relação entre cães e humanos traz benefícios desde a infância. (Foto: Reprodução / Instagram / mommasgonecity)

Com o objetivo de avaliar os benefícios da convivência com cães durante a nossa infância, os pesquisadores analisaram 643 crianças entre 6 e 7 anos de idade durante um ano e meio. Sendo que apenas 58% delas tinham cachorro.

Em relação ao peso das crianças, os pesquisadores não encontraram diferença entre aquelas que conviviam com cachorros ou não.

Mas foi possível notar que os cães podem ajudar na questão psicológica durante a infância. Das crianças que têm cachorro, apenas 12% apresentaram algum nível de ansiedade contra 21% daquelas que não tem o pet em casa.

Essa descoberta é importante porque problemas relacionados à ansiedade costumam surgir na infância e a possibilidade de persistir durante a vida adulta é grande.

Os pesquisadores acreditam que os cachorros ajudam a reduzir a ansiedade social e de separação nas crianças.

Isso é apenas uma prova científica de algo que muitos já sabiam, afinal os cães de terapia ajudam tantas pessoas diariamente no mundo inteiro.

A convivência com os cães é importante para as crianças. (Foto: Reprodução / Instagram / mommasgonecity)

Fonte: portaldodog

 

dicas, notícias, saúde

Outubro Rosa – Câncer de mama

No mês de outubro foi criada a campanha de conscientização do câncer de mama para mulheres. Infelizmente essa doença também acomete as fêmeas de cadelas e gatas.

O câncer é uma doença que costuma causa pânico nos proprietários por ser sinônimo de morte para os cães, mas desde que diagnosticado precocemente, pode ser tratado e curado. Por isso é muito importante ficar atento aos sinais que indicam o surgimento de um tumor e acompanhar periodicamente a saúde dos animais de estimação, com idas frequentes ao veterinário.

A maior incidência é em fêmeas acima dos sete anos de idade. É muito semelhante ao que acontece na mulher, que tem como o principal fator de desenvolvimento o uso de alguns anticoncepcionais, dieta imprópria, obesidade e a pseudociese, que é popularmente conhecida como gravidez psicológica.

O câncer de mama, ao contrário do que muitos pensam, não afeta apenas as fêmeas, podendo acometer machos em alguns casos.

 

Como identificar o câncer de mama

As primeiras mudanças que podem ser observadas nos animais são as comportamentais, como tristeza, falta de apetite, febres e vômitos.

Na maioria dos casos o tumor é maligno (50% dos casos), muitas vezes os sinais podem se desenvolver de forma silenciosa, não causando alterações físicas ou comportamentais latentes e imediatas.

Os sinais nem sempre aparecem no início da doença. Alguns deles são detectáveis somente em um estágio avançado do câncer:

  • Caroços na região das mamas do animal
  • Inchaço ou dilatação na área mamária da cadela
  • Dores na região das mamas
  • Presença de secreções nas mamas com odor desagradável
  • Perda de peso e apetite, feridas que não cicatrizam, febre e vômito

Os tumores podem ser identificados como uma massa sólida ou como a presença de pequenos inchaços múltiplos, que podem dobrar de volume em apenas um mês (ao contrário dos tumores benignos, que apresentam desenvolvimento lento).

Como é diagnosticado e seu tratamento

O diagnóstico do câncer é feito principalmente por exames clínicos da região mamária e exames de citologia aspirativa do nódulo.

Após a análise dos resultados, é o veterinário quem irá pedir uma série de exames, para se certificar qual será o tratamento adequado e em qual estágio a doença se encontra. Sendo possível descobrir se existe a presença de metástases do câncer, que são responsáveis pela propagação do tumor para outras partes do corpo além das mamas.

Com o diagnóstico de câncer de mama definido, vem a parte do tratamento, a primeira opção é a cirurgia para a retirada completa do tumor.

A operação cirúrgica geralmente já é o suficiente para o caso de cânceres benignos, mas se forem malignos é necessário a realização de uma quimioterapia e um intenso cuidado de prevenção contra a reincidência e a metástase após a operação.

Infelizmente, quando a metástase ocorre as chances de cura são mínimas, e a opção é fazer o tratamento dos sinais clínicos para da qualidade de vida.

Prevenção

A melhor maneira de prevenir é a castração antes do primeiro cio, que reduz as chances do desenvolvimento de um câncer de mama em 95%, por diminuir drasticamente as alterações hormonais que ocorrem durante o ciclo menstrual.

É contra indicado o  uso de anticoncepcionais, pois o descontrole do estrógeno e da progesterona (hormônios relacionados à sexualidade, prenhez e amamentação) é a principal causa deste tipo de tumor.

download (1)

download

Imagens: anda.jor.br/olhardovale/castracaosolidaria

 

 

histórias, notícias

No RS, posto de gasolina “contrata” três cães de rua que viviam no local

Novos funcionários do posto

A nova proprietária manteve os animais no local e ainda deu a eles um “crachá” de funcionário. Os cães também ganharam uma casinha cada e recebem ração e água todos os dias.

Pelo o que podemos ver no vídeo publicado na página do Posto Roda, Mano, Trakinas e Marmaduke se dão super bem com os funcionários do posto e também com os clientes que param lá para abastecer seu carro.

 

 

Fonte: Redação RPA
Fotos: Pati Nobre
histórias, notícias

Cachorro sai da depressão com a ajuda de um pato

Ele perdeu seu melhor amigo e nada o fazia se sentir melhor, até o patinho aparecer.

George tinha um amigo, um cachorro da raça Labrador chamado Blackie, de 12 anos de idade. Infelizmente ele faleceu e desde então George não tem mais ânimo para nada. Seus tutores afirmaram que fazem dois anos que está depressivo e que não passa um único dia sem chorar.

george-e-pato-1

Um belo dia, bem próximo ao aniversário de morte de Blackie, um pato apareceu na residência misteriosamente. George não o espantou, nem o atacou, assim o patinho foi se aconchegando cada vez mais, fazia companhia onde o cachorro ia. Como ele passa grande parte do dia deitado o pato começou a se deitar do seu lado, consolando sua tristeza.

george-e-pato-2

Os tutores de George afirmam que não se sabe de onde apareceu esse pato, mas que ele tem feito muito bem ao cão. Desde que ele passou a fazer companhia à ele, nunca mais chorou. Os dois se tornaram inseparáveis, e ninguém tem coragem de se desfazer do pato, pois ele tem sido a salvação de George.

george-e-pato-3

Todos acreditam que o cachorro já esteja saindo da depressão, pois tem apresentando melhoras significativas desde a chegada do animal. É possível ver os dois caminhando juntos, e antes nem isso George fazia. Muitos não acreditam que animais tem sentimentos e que um pode apoiar o outro. A depressão de George devido ao luto é real, e estava afetando sua vida diária.

Os tutores de George estão muito felizes com a chegada do patinho, pois ele tem sido o antidepressivo natural do cachorro, depois de muitas tentativas de elaborar o luto pela perda de seu companheiro. Esse, com certeza, está sendo o começo de uma grande amizade.

Fonte: caesonline
dicas, notícias, saúde

Convivência com gatos na infância reduz risco de asma

Grande levantamento mostra que a exposição a substâncias liberadas por esses bichinhos protege contra a doença

Cientistas acabaram de trazer novos argumentos para se defender a convivência entre bichos e crianças . Em extenso estudo feito pelos Institutos Nacionais de Saúde, nos Estados Unidos, foi avaliada a influência de certos alérgenos na saúde respiratória de 560 crianças. A conclusão principal? Estar exposto, desde bebê, a certas substâncias que os gatos soltam deixaria as crianças mais resistentes à asma por volta dos 7 anos de idade. Os estudiosos notaram uma associação similar em relação aos cachorros, mas os resultados não foram considerados estatisticamente significativos.

A descoberta vai contra crenças antigas de que, ao reduzir o contato com alérgenos dentro do ambiente doméstico, acabamos afastando a doença. E olha que todos os participantes do estudo possuíam grande tendência a desenvolver a condição, já que pelo menos um dois pais tinha alergia ou asma. Além disso, as crianças cresceram em áreas extremamente urbanizadas (e, portanto,poluídas) dos Estados Unidos, como Baltimore, Boston e Nova York.

O relatório ainda confirmou dados que já apareciam em outros trabalhos. Por exemplo: a influência de alguns hábitos e problemas de saúde da mãe no bem-estar respiratório de seus filhos. É o caso do tabagismo durante a gestação e de depressão e estresse durante os três primeiros anos de vida dos pequenos – tudo isso aumentou o risco de as crianças apresentarem asma.

gato05

Fonte: Revista superinteressante

Foto: Vivienstock/iStock

curiosidades, gatos, notícias

EMPREGO DOS SONHOS: EMPRESA PROCURA CANDIDATOS PARA ACARICIAR GATOS O DIA INTEIRO

Imagine a seguinte situação: você fazendo carinho em vários gatinhos ao longo de um dia inteiro e ainda por cima, ganhando remuneração por isso. Seria um sonho, não? Pois você sabia que uma empresa resolveu transformar esse desejo de todo(a) gateiro(a) em realidade? Just Cats Veterinary, empresa localizada em Dublin, na Irlanda, é voltada para o cuidado com gatos, e abriu um processo seletivo para que pessoas apaixonadas por bichanos possam trabalhar em tempo integral acariciando gatinhos com necessidades especiais

“O candidato ideal deve ter mãos suaves capazes de acariciar e acariciar gatos por longos períodos de tempo. Ele precisa falar suavemente e ser capaz de sussurrar para acalmar os nervos de alguns de nossos pacientes hospitalizados. A capacidade de compreender diferentes tipos de rosnados é uma vantagem adicional distinta em ajudá-lo a proteger esta posição com a gente”, informou a oferta. 

E você, toparia um emprego desses?

Fonte: https://blog.catclub.com.br