notícias

Animais domésticos já podem ser transportados no Metrô, CPTM e ônibus da EMTU

Conquista para os donos de bichinhos! Agora animais domésticos de pequeno porte podem ser transportados no metrô, na CPTM, nos ônibus intermunicipais e nas linhas VLT.

O governador de São Paulo em exercício, Rodrigo Garcia, sancionou, nesta sexta-feira (25) a lei que regulamenta a medida. Aprovada na Assembleia Legislativa, a nova lei foi publicada na edição de hoje no Diário Oficial e já está valendo.

Regras

O animal deve ter até 10kg e ser levado em uma caixa adequada, além de não estar comprometendo a segurança dos demais passageiros.

Outra exigência é que o transporte seja feito fora dos horários de pico – ou seja, das 4h40 às 6h, das 10h às 16h e das 19h até meia-noite.

Será aberta uma exceção nesses períodos caso o animal tenha procedimento cirúrgico agendado, mas será preciso apresentar uma justificativa assinada por um veterinário.

Não poderão ser transportados animais que provoquem desconforto ou comprometam a segurança do veículo e dos passageiros.

O texto aponta ainda que o responsável pelo animal deverá pagar a tarifa regular da linha pelo assento para o transporte do animal, se for o caso.

Os “pets” já podiam ser transportados nos ônibus da capital paulista.

amor, notícias

CÃO SE RECUSA A DEIXAR MENINO DOENTE, MESMO NO HOSPITAL!

Os cães são os seres leais do planeta! Mahe, um cão de serviço de 3 anos, é um bom exemplo disso! Ele é o melhor amigo de James Isaac, um garoto de 9 anos com autismo que mora com sua família em Wellington, na Nova Zelândia. Mahe já está com James desde que era apenas um cachorrinho de 6 meses de idade.
James começou a ter convulsões, então ele teve que passar vários dias no hospital para que os médicos o observassem.
Felizmente, Mahe recebeu permissão especial do hospital para ficar com seu amigo e o acalmar.


“Ele estava olhando James e parecia realmente preocupado.”, disse a mãe, Michelle.

Faz pouco mais de um ano que James saiu do hospital e sabe que sempre pode contar com o seu companheiro… Isso sim é amor!

Todos os cães são maravilhosos, mas esse animal é um verdadeiro anjo de 4 patas.

Fonte: coruja-prof

notícias

Estudo comprova: recém-nascidos que convivem com animais adoecem menos

Imagem: Laurie Locci

Pesquisadores do Hospital Universitário Kuopio, na Finlândia, acompanharam 397 crianças que nasceram em seu hospital entre setembro de 2002 e maio de 2005 até completarem um ano.

Eles descobriram que os bebês que viviam com um cachorro ou — em menor escala — com um gato passaram menos semanas com infecções de ouvido, tosse ou nariz entupido. Eles também eram menos propensos a precisar de antibióticos do que crianças sem os animais em casa.

O autor do estudo, Eija Bergroth, explicou que os cães levam sujeira e germes para dentro de casa. O que pode gerar um amadurecimento mais rápido do sistema imunológico da criança. Segundo ele, isso melhora suas defesas contra vírus e bactérias.

Um grupo de pais preencheram um questionário semanal desde quando a criança tinha nove semanas de vida. Com informações sobre a saúde dos bebês, bem como seu contato com gatos e cães. Eles anotavam se eles tinham febre, infecções de ouvido, tosse ou nariz entupido. Eles também informaram sobre a necessidade do uso de antibióticos.

Com base nesses dados, os pesquisadores constataram que cerca de um terço das crianças passou a maior parte de seu primeiro ano com um cão de estimação e 24% com um gato. Crianças sem contato cachorro em casa eram saudáveis em 65% do tempo em comparação com 76% daquelas que tinham um animal de estimação. Bebês que convivem com cães tinham 44% menos chances de ter infecções de ouvido e 29% menos necessidade de usar antibióticos.

De acordo com os pesquisadores, crianças que passam de 0 a 6 horas diariamente com um cachorro adoecem menos. Demais, não?

Fonte: Papo de pai

notícias

Projeto Tamar abre inscrições para crianças serem ‘biólogos por um dia’

Voltado para crianças de 6 a 10 anos, o programa “Biólogos por Um Dia” do Projeto Tamar de Ubatuba abre as inscrições nesta terça-feira (22). A ação visa conscientizar as novas gerações sobre a conservação das tartarugas marinhas através de atividades práticas junto a equipe da entidade.

O programa prevê uma tarde com os biólogos e pesquisadores do Tamar seguindo os passos diários que acontecem no Centro de Visitação e Educação Ambiental e no Hospital Veterinário, apoiando e realizando atividades como: o banho na tartaruga marinha, o preparo da alimentação dos animais e o enriquecimento ambiental. O projeto acontece às terças-feiras, das 14h às 18h.

“Através do conhecimento, interação e vivência com as tartarugas marinhas, o propósito do programa educativo, que já acontece na Bahia desde 2017 e em outras bases do Tamar, além do despertar para a pesquisa e para a ciência, é promover a sensibilização e olhar de amor e cuidado para a conservação dos ecossistemas marinhos”, conta a coordenadora do Tamar Ubatuba, Berenice Gomes.

Para participar do programa é necessário a apresentação com cópia de documento oficial com foto da criança e do responsável, o preenchimento do termo de autorização e do termo de uso de imagem. A inscrição deve ser realizada pelo menos com 24h de antecedência da realização da atividade.

O valor para participação é de R$ 150 é inclui uma camiseta SOS, um squeeze, uma mochila-saco e lanche (barrinha de cereais, suco, mix de pães de queijo e sorvete). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (12) 3832-6202.

Fonte: ovale.com.br

amor, histórias

Muito amor

Olha essa foto que maravilhosa! ❤❤❤

A Natália e o Fábio estão a espera do Bernardo!

O Bento filho peludo deles, fez essa cara de feliz para foto com a chegada do seu irmão! A pose mais linda e cheia de amor com felicidade!

Mande a foto do seu pet para o Debate Animal também!

😍😍😍😍😍😍😍😍

#debateanimal #loucosporbichos #amoranimal #loucosporcachorros #dogs #dogdafamilia #amor

histórias, notícias

Inspirado em 101 Dálmatas, casal faz ensaio de noivado perfeito com seus cães de estimação

Talvez um dos encontros românticos mais fofos de Hollywood é quando Roger e Anita se apaixonam, graças à intromissão de Pongo no início do clássico amado da Disney, 101 Dálmatas.

Tony Collier e Corinne Jones, recém-noivados, queriam fazer algo especial para sua sessão de fotos oficial. Tendo se conhecido em 2009 na Universidade de Illinois, ambos trabalharam na Disney World após a formatura e ambos são grandes fãs da Disney. O filme favorito de Corine é 101 Dálmatas, então a ideia do ensaio ocorreu naturalmente pra eles. Juntaram o amor pelo filme com a perícia da fotógrafa e prima Melissa Biggerstaff e o resultado, que ficou incrível, se deve ao talento de Biggerstaff e de seus dois cães muito fotogênicos; Mookie e Izabella, que habilmente assumiram os papéis de Pongo e Perdita.

As fotos, extremamente fofas, vocês veem abaixo com a comparação com a animação original:

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Disney, 1961

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Imagem: Melissa Bigerstaff / Rusty Lion art

Fonte: IHeartDogs

notícias

Emporio Armani lança peles veganas masculinas para o inverno 2019

Acompanhando a crescente demanda do mercado da moda cruelty free, a grife de luxo Armani acaba de lançar uma gama de peles veganas masculinas no seu desfile de outono / inverno de 2019, em Milão.

Fundada por Giorgio Armani, a grife italiana compartilhou imagens do desfile Emporio Armani Outono Inverno 2019-2020, em que a moda masculina de peles artificiais foi o “centro das atenções”, escreveu a marca no Twitter.

A coleção se concentra na “liberdade e energia inspirada no mundo animal”, disse a marca, que está ajudando a “libertar o urbanista de suas restrições geográficas”.

As fotos mostram os modelos usando casacos masculino de pele falsa, botas e um xales.

A grife abandonou a pele em 2016 e, de acordo com a Vogue, Armani disse que ficou “satisfeito” em fazer o anúncio, explicando que “o progresso tecnológico feito ao longo dos anos nos permite ter alternativas válidas à nossa disposição que tornam desnecessário o uso de práticas cruéis em relação aos animais “.

“Prosseguindo o processo positivo empreendido há muito tempo, minha empresa está dando um grande passo à frente, refletindo nossa atenção para as questões críticas de proteção e cuidado com o meio ambiente e os animais”, observou Armani.

Após a mudança, Joh Vinding, presidente da Fur Free Alliance que está em campanha por um mundo livre de pelos de animais na moda e em outros produtos, nomeou Armani como uma “formadora de tendências no mundo da moda”.

Vinding explicou que a decisão de Giorgio Armani concretiza a ideia de que “designers e consumidores podem ter liberdade criativa e luxo, sem apoiar a crueldade contra os animais”.

Pele animal está fora de moda

Um número crescente de grifes famosas está se afastando da pele e do pelo animal devido a preocupações com o bem-estar animal.

Violações dos direitos dos animais na indústria de peles levaram os designers  Jean Paul Gaultier e Diane von Furstenberg  a pararem de usar o material cruel. A Burberry fez o mesmo movimento para se tornar mais “social e ambientalmente responsável”.

Após Asos, Nike, H&M, Puma, Arcadia Group e L Brands anunciarem o fim do uso de pele de animais, a Chanel também prometeu adotar a prática. Em dezembro do ano passado, ela fez seu primeiro livre de peles animais.

Também em dezembro, Michael Kors oficialmente deixou de usar peles, uma política que também inclui Jimmy Choo.

Da mesma forma, o CEO da Gucci, Marco Bizzarri, disse que a grife abandonaria a pele, nomeando o produto como “fora do prazo de validade”.

O abandono da pele é uma vitória para os animais em todo o mundo, mas muitas dessas marcas, como a Armani, ainda usam outros materiais derivados, como lã e couro.

No entanto, alguns designers, como Stella McCartney, estão se voltando para a moda totalmente livre de animais, em uma tentativa de se tornar totalmente sustentável e livre de crueldade.

Publicado originalmente: ANDA

notícias

Sapo Romeu, o mais solitário do mundo, finalmente conhece sua parceira Julieta

Um sapo ameaçado de extinção, que passou mais de 10 anos isolado em um aquário na Bolívia, vai finalmente ganhar uma companheira.

Conhecido como o anfíbio mais solitário do mundo, Romeu é um sapo-aquático-de-sehuencas (Telmatobius yuracare) — acreditava-se até agora que ele era o último representante da espécie.

Mas os cientistas dizem ter encontrado Julieta, que será sua parceira, durante uma expedição a uma remota floresta nublada do país.

Romeu foi descrito por bióloga como sendo 'meio tímido e lento' — Foto: Robin Moore, Global Wildlife Conservation (via BBC)

Romeu foi descrito por bióloga como sendo ‘meio tímido e lento’ — Foto: Robin Moore, Global Wildlife Conservation (via BBC)

Ela foi capturada junto a outros quatro sapos da espécie em um riacho. A ideia é que eles se reproduzam e sejam reintroduzidos de volta à natureza.

Teresa Camacho Badani é chefe de herpetologia do Museu de História Natural Alcide d’Orbigny, na cidade boliviana de Cochabamba, e líder da expedição. Ela está confiante na teoria de que os opostos se atraem, mesmo se tratando de sapos:

“Romeu é muito calmo e relaxado, ele não se mexe muito”, disse ela à BBC News. “Ele é saudável e gosta de comer, mas é meio tímido e lento.”

Romeu (à esquerda) e Julieta (à direita), sua futura companheira, têm personalidades bem diferentes — Foto: Robin Moore, Global Wildlife Conservation (via BBC)

Romeu (à esquerda) e Julieta (à direita), sua futura companheira, têm personalidades bem diferentes — Foto: Robin Moore, Global Wildlife Conservation (via BBC)

No entanto, há muito poucos sapos desta espécie na natureza para manter uma população viável no longo prazo.

“Temos uma chance real de salvar os sapos sehuencas — restaurando uma parte única da diversidade de vida que é a base das florestas da Bolívia, e gerando informações importantes sobre como recuperar espécies semelhantes com grave risco de extinção.”

Cinco sapos da espécie - três machos e duas fêmeas - foram capturados durante a expedição — Foto: Stephanie Knoll, Museu de História Natural Alcide D'Orbigny (via BBC)
Cinco sapos da espécie – três machos e duas fêmeas – foram capturados durante a expedição — Foto: Stephanie Knoll, Museu de História Natural Alcide D’Orbigny (via BBC)

O sapos recém-descobertos vão receber tratamento para se proteger contra quitridiomicose, doença infecciosa que está exterminando anfíbios em todo o mundo.

Depois disso, Romeu vai se encontrar finalmente com Julieta, em uma tentativa de produzir descendentes que vão poder finalmente ser devolvidos ao seu habitat natural.

Na Bolívia, 22% das espécies de anfíbios enfrentam algum grau de ameaça de extinção — seja pela perda de habitat, a poluição ou a mudança climática.

Expedição procurou sapos em riachos de florestas  — Foto: Stephanie Knoll, Museu de História Natural Alcide D'Orbigny (via BBC)
Expedição procurou sapos em riachos de florestas — Foto: Stephanie Knoll, Museu de História Natural Alcide D’Orbigny (via BBC)

Teresa Camacho Badani diz que a história de Romeu é importante para chamar a atenção para a situação dos anfíbios.

A expedição não encontrou nenhum outro sapo aquático em riachos vizinhos, levantando questões preocupantes sobre a saúde do ecossistema.

“É realmente uma boa oportunidade de usar o Romeu para ajudar a entender essas ameaças, ajudar a entender como trazer essas espécies de volta, mas também para aproveitar o espaço global que Romeu e sua espécie têm agora”, diz ela.

Outros anfíbios, como o sapo-parteiro-de-maiorca, da Espanha, e o sapo-de-Kihansi, da Tanzânia, procriaram e foram reintroduzidos na natureza a partir de apenas alguns representantes da espécie no passado.

“Eles oferecem esperança, no contexto desta sexta extinção em massa, de que há soluções para manter nossa biodiversidade maravilhosa, para proteger espécies ameaçadas e até extintas na natureza e trazê-las de volta para recuperar algumas das belezas desses ecossistemas”, afirma Jordan.

Todas as espécies são importantes e não devem ser subestimadas, já que seu DNA representa milhões e milhões de anos de evolução, acrescenta.

Publicado originalmente: g1.com, por BBC

notícias

Prefeitura de Araçariguama cancela carnaval e usa verba para reformar canil municipal

canil-municipal-voltara-e-passara-por-reformas

Prefeitura de Araçariguama utiliza recursos do carnaval para reformar o canil municipal — Foto: Prefeitura de Araçariguama/Divulgação

A Prefeitura de Araçariguama (SP) anunciou o início da reforma do antigo canil municipal utilizando recursos que seriam destinados para o carnaval 2019.

O objetivo é voltar com as atividades e abrigar animais abandonados para serem cuidados e levados para adoção. As obras já foram iniciadas e deverão ser entregues em breve.

Segundo a prefeitura, as equipes de Obras, Frente de Trabalho, Zoonoses, Defesa Civil e Vigilância Sanitária vão realizar a recuperação, reforma e readequação do antigo canil para que a cidade volte a ter um local adequado para abrigar os animais soltos ou abandonados pelas ruas.

Carnaval

Em 2017, com a não realização dos festejos de carnaval, foi adquirida uma ambulância. Já em 2018, os recursos serviram para apoiar a aquisição de materiais e uniformes escolares, distribuídos no Sistema Municipal de Ensino.

Fonte: g1.com
Sem categoria

REGRAS PARA VIAGENS INTERNACIONAIS COM CÃES E GATOS SÃO ATUALIZADAS

O material que expõe as regras para o trânsito internacional de animais foi atualizado. Com o objetivo de facilitar ainda mais o acesso a informações relacionadas ao tema, o guia orienta e traz link para o sistema de emissão de certificados eletrônicos para embarques aos Estados Unidos. O processo permite que toda a documentação seja enviada e recebida de forma on-line. A nova versão traz, ainda, diretrizes do acordo com mais cinco países, além de recursos facilitadores.

O material dispõe das mudanças nas normas para a entrada de cães e gatos brasileiros na África do Sul, Colômbia, Japão, Peru e Estados Unidos. Também foram incluídas as regras da Rússia, Bielorrússia, Armênia, Cazaquistão e Quirguistão, países que compõem a União Econômica Eurasiática, que firmou acordo com o Brasil para o trânsito de cães e gatos.

Além da atualização, também foi lançado o “Guia para Utilização de Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos”. “Identificamos a necessidade de abordar o assunto separadamente, devido ao grande volume de dúvidas que surgiam no SVA/GRU, mesmo em meio ao crescimento da emissão de passaportes”, conta o médico-veterinário Luiz Carlos Teixeira de Souza Junior, auditor fiscal federal agropecuário.

A incidência de problemas nos atestados de saúde emitidos por médicos-veterinários chegava a provocar a rejeição de 40% dos documentos. “Antes havia uma disseminação de informações equivocadas e até a inexistência de explicações fundamentais para que os médicos-veterinários pudessem atender às regras”, comenta o médico-veterinário.

O documento foi criado no início deste ano e é fruto da parceria entre o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) e o Serviço de Vigilância Agropecuária local (SVA/GRU) – unidade do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). A parceria foi ampliada e conta agora com a participação do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical).

Sabendo da importância do material, o Anffa Sindical ofereceu apoio. “Nossa equipe de comunicação fez a diagramação e também fará impressões do Guia para colaborar com a eficiência do trabalho dos auditores”, disse o diretor de Comunicação e Relações Públicas do Anffa, Roberto Siqueira Filho.

Pulicado originalmente: caesegatos.com